Elon Musk compra Twitter: Será o fim dos canceladores?

Foto de Marcus Tavares
Por

Cultura do cancelamento pode estar com dias contados dentro do ambiente tóxico do Twitter

Imagem de Elon Musk compra Twitter: Será o fim dos canceladores?
Anúncio

A plataforma do Twitter, fundada em 2006, tem  tem mais de 217 milhões de usuários mensais e é vista como o palco dos canceladores, onde só é aceito um tipo de opinião como válida. Hoje foi comprada pelo bilionário Elon Musk por cerca de US$ 44 bilhões. Ao anunciar o interesse da compra da plataforma, grande parte da mídia e outros que se viam no controle da opinião se sentiram temerosos, quanto ao rumo que a rede social teria nas mãos de  Elon Musk, que poderia dar um fim a censura de opiniões dentro da plataforma.

Hoje segunda-feira (25) o Twitter anuncia que fechou um acordo definitivo para ser comprado por Elon Musk, por cerca de US$ 44 bilhões (cerca de R$ 215 bilhões).

Hoje o assunto do dia é a possibilidade da liberdade de expressão voltar a plataforma, onde alguns já cogitam sair do chamado de Lacrabook ou Foicebook (Apelido do atual Facebook), e voltar ao Twitter, caso medidas sejam tomadas para limpar o ambiente tóxico que se estabeleceu na rede social, até então.

Vale lembrar que muitas contas foram canceladas pela plataforma, quando o assunto era pensar diferentes dos considerados a turminha da lacração. Você acha que a chegada do Bilionário e seu interesse de melhorar a liberdade de expressão da plataforma pode realmente melhorar o Twitter?