O que é Doomscrolling? Como evitar esse problema?

Evitando a espiral de ansiedade e desesperança: dicas para lidar com o doomscrolling.

- 5 min de leitura
Imagem de O que é Doomscrolling? Como evitar esse problema?

Nos últimos anos, a tecnologia tem transformado a maneira como nos informamos e nos conectamos uns com os outros. No entanto, com a pandemia de COVID-19, muitas pessoas passaram a ficar mais tempo em casa e a se voltar para as mídias sociais e sites de notícias em busca de informações e conexão social. Infelizmente, isso também tem levado a um fenômeno conhecido como “doomscrolling”, em que as pessoas passam horas rolando pelas notícias negativas e perturbadoras, aumentando sua ansiedade e estresse. Nesta conversa, vamos explorar o que é o “doomscrolling”, como ele afeta nossa saúde mental e emocional, e quais estratégias podemos usar para evitar cair nessa armadilha.

O que é Doomscrolling?

Doomscrolling é o ato de rolar interminavelmente pelas mídias sociais, notícias e outros conteúdos on-line, geralmente em busca de informações negativas e perturbadoras, mesmo quando isso começa a afetar negativamente o seu humor e bem-estar emocional.

Essa prática pode levar a um ciclo vicioso de ansiedade e estresse, uma vez que muitas notícias tendem a ser negativas e podem fazer com que a pessoa se sinta sobrecarregada e sem esperança em relação ao futuro.

O termo “doomscrolling” se tornou especialmente relevante durante a pandemia de COVID-19, já que muitas pessoas têm passado mais tempo em casa e se voltado mais para a internet como uma fonte de informação e conexão social. No entanto, a prática não é nova e já existia antes da pandemia.

Origem do termo

O termo “doomscrolling” se originou durante a pandemia de COVID-19, quando muitas pessoas estavam passando mais tempo em casa e se voltando para a internet como fonte de informação e conexão social. O termo foi criado em resposta ao fenômeno do “scrolling” interminável nas redes sociais, em que as pessoas passam horas rolando a tela em busca de notícias e atualizações sobre a pandemia.

O termo foi popularizado em meados de 2020, quando a pandemia estava em seu auge e as pessoas estavam cada vez mais preocupadas com as notícias negativas e os desdobramentos da crise sanitária. Desde então, o termo tem sido amplamente utilizado em todo o mundo para descrever a prática de passar horas rolando pelas mídias sociais em busca de notícias ruins e perturbadoras, mesmo quando isso começa a afetar negativamente o bem-estar emocional.

A palavra “doom” tem origem na língua inglesa antiga e é frequentemente associada à ideia de juízo final ou fim do mundo. Na literatura medieval, o termo era usado para se referir ao destino final e inevitável de uma pessoa, seja ele bom ou ruim. Na tradição cristã, o “doom” é frequentemente associado ao Juízo Final, quando Deus fará o julgamento final.

Na cultura popular contemporânea, a palavra “doom” é frequentemente usada para descrever um senso de desespero ou uma situação desesperadora que parece inevitável ou irremediável. Esse uso da palavra pode ser uma referência ao sentido original de “doom” como um destino final e inevitável, ou pode ser uma evolução do seu significado para se adaptar a um contexto mais moderno.

No contexto do termo “doomscrolling”, a palavra “doom” refere-se a uma sensação de desesperança e fatalidade em relação ao futuro. Quando as pessoas passam horas rolando pelas mídias sociais e notícias em busca de informações negativas e perturbadoras, elas podem começar a sentir que o mundo está em um estado de crise constante e que não há nada que possam fazer para mudar a situação.

Essa sensação de “doom” pode levar a uma espiral de ansiedade e estresse, especialmente durante momentos de crise global como a pandemia de COVID-19. Embora seja importante estar informado sobre os eventos atuais, passar muito tempo lendo notícias ruins pode afetar negativamente a saúde mental e emocional de uma pessoa, levando a um estado de desesperança e desespero em relação ao futuro.

Como evitar o doomscrolling?

Existem várias estratégias que podem ajudar a evitar o “doomscrolling”. Aqui estão algumas dicas:

1. Defina limites de tempo

Defina limites de tempo para a quantidade de tempo que você gasta em sites de notícias e mídias sociais. Limite-se a um tempo específico por dia ou por semana e tente cumpri-lo.

2. Seja seletivo sobre suas fontes de informação

Escolha fontes de notícias confiáveis e respeitáveis e evite fontes que tendem a se concentrar em notícias negativas e alarmistas.

3. Defina um horário específico para ler notícias

Em vez de ler notícias aleatoriamente durante o dia, escolha um horário específico para ler as notícias e tente se limitar a esse horário.

4. Faça pausas regulares

Faça pausas regulares ao longo do dia para se desconectar da tecnologia e se concentrar em outras atividades, como exercícios, hobbies ou conversas com amigos e familiares.

5. Seja consciente

Seja consciente de como você está se sentindo enquanto está navegando nas mídias sociais e lendo notícias. Se você começar a se sentir ansioso ou estressado, faça uma pausa e tente se concentrar no momento presente, ou em boas lembraças.

Lembre-se de que o “doomscrolling” pode ter um impacto negativo na saúde mental e emocional, e é importante encontrar um equilíbrio saudável entre estar informado e cuidar do seu bem-estar.

Marcus é o fundador da Seletronic. Além disso, é programador, e editor no site. Ama ajudar as pessoas a resolverem problemas com tecnologia, por isso criou esse site. Segundo ele: "A tecnologia foi feita para facilitar a vida das pessoas, então devemos ensinar a usá-la". Apesar de respirar tecnologia, ama plantas, animais exóticos e cozinhar.
Menu Explore o conteúdo!
Dark Mode