Brasil lidera ataques de phishing no WhatsApp e recebe alto volume de e-mails maliciosos em 2022 | Seletronic
Ofertas Cupons Hoje é Prime Day

Brasil lidera ataques de phishing no WhatsApp e recebe alto volume de e-mails maliciosos em 2022

Em 2022, o Brasil esteve à frente no número de ataques de phishing no WhatsApp e recebeu um grande volume de e-mails maliciosos

- 3 min de leitura
Brasil lidera ataques de phishing no WhatsApp e recebe alto volume de e-mails maliciosos em 2022
Google News Telegram

De acordo com o novo relatório “Spam e phishing em 2022” da Kaspersky, o Brasil liderou a lista de países mais atacados por phishing pelo WhatsApp no mundo, com mais de 76 mil tentativas de fraude. Além disso, o relatório aponta que o Brasil é o quarto país do mundo mais afetado pelo phishing via e-mail.

O estudo ainda revela um aumento na distribuição de mensagens maliciosas por meio de aplicativos de mensagem, sendo a maioria delas no WhatsApp (82,71%), Telegram (14,12%) e Viber (3,17%). O Brasil é líder no ranking de ataques de phishing no WhatsApp, com mais de 76 mil bloqueios, e o segundo colocado no Telegram, atrás apenas da Rússia. A técnica mais utilizada pelos fraudadores foi a engenharia social, com a criação de páginas web idênticas aos sites originais, que coletam dados particulares das vítimas ou incentivam a transferência de dinheiro para os criminosos, afetando tanto pessoas físicas quanto organizações.

Os mais afetados

De acordo com os dados contabilizados, os clientes de serviços para entrega de encomendas foram as principais vítimas de ataques de phishing, representando 27,38% de todos os bloqueios registrados. Os golpistas enviam e-mails falsos que aparentam ser de empresas de entrega conhecidas, alegando problemas com uma entrega e incluindo um link para um site fraudulento. Nesse site, são solicitadas informações pessoais ou financeiras da vítima. Caso a vítima caia no golpe e forneça essas informações, ela pode ter sua conta acessada e perder o dinheiro armazenado ali, além de correr o risco de ter sua identidade e credenciais bancárias vendidas na Dark Web. Além disso, lojas virtuais (15,56%), sistemas de pagamento (10,39%) e bancos (10,39%) também são alvos populares de ataques de phishing.

Dicas da Kaspersky para evitar os golpes

Para evitar cair em golpes, é importante seguir algumas medidas de segurança. É essencial só abrir mensagens e clicar em links se tiver certeza de que pode confiar no remetente. Caso o conteúdo da mensagem pareça estranho, vale a pena verificar com o remetente usando um canal de comunicação alternativo, como uma ligação.

Também é importante verificar o endereço do site. Se houver suspeitas de que se trata de uma página falsa, é recomendável digitar o endereço manualmente no navegador, pois a URL pode conter erros difíceis de identificar à primeira vista, como o número 1 no lugar da letra I ou o número 0 no lugar da letra O.

Uma solução de segurança comprovada ao navegar pela Web também é recomendada. Essas soluções, graças ao acesso a fontes internacionais de inteligência de ameaças, são capazes de identificar e bloquear campanhas de spam e phishing. Seguindo essas medidas de segurança, é possível reduzir as chances de se tornar vítima de fraudes online.

Sources:
Marcus é o fundador da Seletronic. Além disso, é programador, e editor no site. Ama ajudar as pessoas a resolverem problemas com tecnologia, por isso criou esse site. Segundo ele: "A tecnologia foi feita para facilitar a vida das pessoas, então devemos ensinar a usá-la". Apesar de respirar tecnologia, ama plantas, animais exóticos e cozinhar.

Categorias

Menu Explore o conteúdo!
Dark Mode