Imagem de O que é Bug? Entenda origem e significado do uso da palavra na informática
0

A palavra bug quando associada a tecnologia é usada para se referir a qualquer erro de sistema. A maioria dos erros ao qual chamamos de bug, são provenientes de um erro na programação de um sistema operacional ou de seus aplicativos, no entanto alguns erros do hardware também podem refletir no funcionamento do sistema, e esse error ser chamado de bug.  Além de aplicativos comuns, os jogos eletrônicos também se destacam em erros de programação, que permitem aos jogadores fazerem coisas dentro do jogo, ao qual o jogo não foi projetado para fazer. Este é um dos motivos de jogos e aplicativos para celulares, computadores e consoles receberem constantes atualizações.

Mas para entender melhor sobre o que é um bug na informática, vamos citar alguns erros conhecidos para que fique mais claro o uso do termo. Veja alguns exemplos de erros que podem ser chamados de bug:

  • Um aplicativo que se fecha sem motivo no seu celular.
  • Um jogo que contém erros repentinos no gráfico ou em sua funcionalidade normal.
  • Um erro na impressora que faz ela ter um mal funcionamento.
  • Uma falha de segurança que permite uma invasão de cibercriminosos.

Exemplo de uso da palavra bug e seus derivados

Para ficar melhor explicado, resolvemos criar algumas frases que usam a palavra bug, e seus derivados de um jeito bem brasileiro. Veja:

  • O celular bugou = (O celular apresentou uma falha).
  • Meu computador esta todo bugado = (Meu computador esta apresento erros constantemente).
  • Toda vez que chego na terceira fase o jogo da bug = (Toda vez que chego na terceira fase o jogo apresenta um erro).
  • Meu sistema tinha um bug que poderia dar acesso a invasores = (Meu sistema tinha uma falha se segurança que poderia dar acesso a invasores).
  • Foi um bug leve = (Foi um erro superficial / Não foi um erro grave no sistema).

A seguir veja os perigos de bugs relacionados a brechas de segurança.

Os perigos de Bugs como falha de segurança

Alguns bugs, podem ser vistos como uma brecha de segurança pelos cibercriminosos, que usam essas falhas na programação para invadir sistemas, roubar dados, e até mesmo conseguir o controle do sistema de celulares, computadores e de outros sistemas.

Uma vez que estas falhas são descobertas e expostas ao público, os desenvolvedores do sistema ou do aplicativo criam atualizações de segurança que consertam o problema em questão. Por isso é sempre importante manter o seu sistema operacional atualizado, e ter sempre a versão mais recente de qualquer aplicativo, principalmente dos que usam a internet.

No entanto muitas falhas de segurança podem passar muitos anos sem serem descobertas, e serem constantemente usadas por cibercriminosos em segredo. Por isso todo cuidado é pouco quando lidamos com informações confidenciais em meio digital.

Origem do uso da palavra bug para descrever erros digitais

Se você entende pouco de inglês, ou mesmo usou um tradutor deve ter percebido que em português bug é o mesmo que inseto. Mas então ficamos nos perguntando como um inseto pode estar relacionado a erros de sistemas.

Apesar de muitas hipóteses sobre o uso da palavra bug, um dos mais aceitos sobre essa origem vem dos primórdios da computação.

O primeiro bug de fato em um computador foi registrada em 9 de setembro de 1947 e encontrado por um operador chamado William Burke. Esse “bug” era um inseto de verdade, na realidade uma mariposa, que foi extraída extraída do famoso computador Harvard Mark II, quando foi descoberto que o inseto estava causando mal funcionamento no sistema.

Foto do diário de bordo com bug Mark II

Foto de Wikipedia (https://en.wikipedia.org/wiki/Software_bug#/media/File:H96566k.jpg)

Esse “bug” foi preservado no diário de bordo da máquina por trás de um pedaço de fita adesiva com a frase “Primeiro caso real de um bug sendo encontrado”. Desta forma o primeiro “Bug de Computador” foi, de fato, um inseto de verdade.