O que é NFT? E para que ele serve?

Foto de Marcus Tavares
Por

Entenda mais sobre esse ativo digital que é único

Imagem de O que é NFT? E para que ele serve?
Anúncio

Surgido em 2014, o NFT se popularizou apenas em 2020, e atingiu o seu ápice em 2021 com o enorme aumento de adesão e relatos de pessoas enriquecendo com esta nova tecnologia. É notório que nos últimos 2 anos muitas pessoas mudaram de realidade social através dessa revolução digital, mas as coisas não são tão fáceis quanto parecem, é preciso ter um grande conhecimento para obter esses resultados, e essa tecnologia é ainda mais volátil do que as criptomoedas. Acompanhe o artigo até o final para compreender tudo sobre NFT.

O que é NFT?

O NFT é bastante abrangente, e podem ser referentes a artes digitais, jogos, criptomoedas, itens exclusivos para games ou coleções, e até mesmo itens de eventos esportivos.

NFT é a sigla utilizada para “No Fungible Token” que significa “Token não fungível“. Ou seja, essa tecnologia se trata de tokens exclusivos que apenas o dono poderá ter, e essa exclusividade é garantida através das blockchains.

O termo Token se refere a um registro, código ou ficha. E no caso do NFT tudo isso é digital, não há um token físico, pois seu token ficará em forma de código dentro da rede de blocos digitais, chamada blockchain.

As blockchains são redes de blocos de processamento que funcionam como uma internet de outra camada. O que garante um alto nível de processamento de dados e segurança, e estes dados armazenados resultam no seu acesso exclusivo ao item, que pode ser uma arte, um personagem ou equipamento de jogo, um item de coleção e muito mais!

Como funciona o NFT?

A funcionalidade dos NFTs são semelhantes às criptomoedas no quesito de segurança e tecnologia, mas se diferem na forma e função. Você pode adquirir um NFT utilizando criptomoedas para comprá-lo.

A maioria dos NFTs podem ser comprados com Ethereum (ETH) ou Binance Coin (BNB). A maneira mais fácil de adquirir NFT é criando uma conta em uma corretora de criptomoedas e uma Metamask (carteira digital para criptomoedas).

Após comprar criptomoedas usando dinheiro, você poderá enviar as criptomoedas para essa carteira digital chamada Metamask através da corretora, e após adquirir as criptomoedas na Metamask você poderá conectar ela no site que contém o NFT que você pretende comprar. Após adquirir o NFT ele ficará registrado em uma Blockchain e vai conferir exclusividade para você.

O armazenamento desta NFT vai te garantir uma utilidade/vantagem. Que pode ser materializada digitalmente em um item colecionável, uma arte, um equipamento de jogo, ou qualquer outra vantagem digital que possa ser registrada na corrente de blocos.

Cada NFT possui um preço diferente, alguns podem custar poucos reais, e outros milhares. Mas mesmo um NFT barato hoje, pode valer muito amanhã. Tudo é questão de saber analisar como as coisas estão se desenvolvendo no mundo dos NFTs.

Como o NFT é usado?

O NFT é usado como entretenimento, como um item colecionável e também como uma forma de especulação e enriquecimento financeiro. Aqueles que aderem a tecnologia pensando mais na questão artística e teórica muitas vezes compram NFT por entretenimento, independente da valorização deles.

Mas também há uma grande parte da população que utiliza NFTs como um meio de especulação financeira, como se fosse um investimento. O NFT pode ser comprado e revendido por um preço maior caso ele valorize, e muitos utilizam essa tecnologia desta forma, buscando obter um lucro.

Como o NFT se popularizou atualmente?

Os NFT atingiram um novo patamar de popularidade com a chegada dos games Play to Earn, que são jogos NFTs que pagam o jogador conforme os itens que ele possui e o quão bem ele joga. E a popularização aumentou conforme muitos usuários de NFTs ficaram ricos usando essa tecnologia, fato que despertou um maior interesse das pessoas pelo mundo.

A segunda explosão de popularidade ocorreu após celebridades do mundo todo comprarem os NFTs mais prestigiados, criando uma espécie de campanha para a adesão dos No Fungible Tokens.

Teve até mesmo músicos que realizaram shows em formato NFT, lançando álbuns exclusivos que só eram vendidos neste formato, armazenando o conteúdo das músicas nas Blockchains.

Apesar do crescimento da popularidade desta tecnologia, a tendência é que cresça muito mais, em termos percentuais, a população que utiliza essas funcionalidades ainda é uma minoria.

A relação dos NTFs com jogos eletrônicos

A tecnologia NFT expandiu para diversas áreas, incluindo o mundo dos jogos eletrônicos. O primeiro game play to earn de grande sucesso em NFT foi Axie Infinity.

O game ganhou um sucesso explosivo em 2021, e passou por um processo de valorização imenso. Pouco tempo depois outros games NFTs surgiram, entre eles estava o projeto Crypto City, que inclui Crypto Cars, Crypto Planes e Crypto Guard. E eles fizeram grande sucesso no Brasil, pois muitas pessoas conseguiram muito dinheiro jogando esses jogos.

Mas nem tudo são flores, estes game passaram a ter um preço bem alto para começar a jogar conforme foram se popularizando. Pois a possibilidade de ganhos é proporcional ao preço de entrada, e esse valor é baseado na cotação da moeda principal do game, que acaba funcionando como uma criptomoeda.

Ou seja, os ganhos com esses games necessitam de um investimento, e neste ponto eles acabam sendo comparáveis às criptomoedas e investimentos convencionais. Que podem gerar lucro mas também podem gerar prejuízo caso a cotação da moeda central do game caia muito.

NFTs mais famosos

Você provavelmente já ouviu falar em algum jogo que estava deixando as pessoas ricas, ou então ouviu relatos sobre o Neymar ter investido em um NFT de artes com macacos.

NFTs mais famosos - macaco de chapéu

Quando se fala em NFTs de sucesso, é impossível não mencionar Bored Ape Yacht Club, os famosos “NFTs de Macaco“. Eles constituem uma coleção de artes digitais que chegaram a valer mais de 1 milhão de reais! Muitos famosos compraram essas artes, entre eles: Neymar, Madona, Serena Williams, Tom Brady e muitos outros!

Outro NFT que teve uma enorme importância para o meio, foi Axie Infinity, The Sandbox, Mir4, Bomber Crypto e Crypto Cars.

Alguns NFTs desta lista passaram por uma queda severa, afinal, nem tudo são flores, e essa tecnologia envolve um mercado de alta volatilidade, o que gera também o risco de se obter prejuízos financeiros, da mesma forma que também pode possibilitar chances de enriquecimento, como qualquer outro investimento.

Futuro dos NFTs

Apesar das múltiplas funcionalidades, a tecnologia dos tokens não fungíveis ainda está engatinhando e tem muito para evoluir. O próprio metaverso trará grandes mudanças para o mundo NFT, levando-se em conta que eles constituem um pilar muito importante do metaverso.

Muito provavelmente veremos novas utilidades para essa tecnologia no decorrer dos próximos anos, e ela se tornará cada vez mais utilizada pela população. Por enquanto ainda é algo usado por um grupo isolado, a maior parte da população ainda não tem acesso aos NFTs, por ser algo inovador e complexo na visão de muitos.

Relação com as criptomoedas

Não dá para se falar em NFT sem mencionar criptomoedas. Hoje as criptos são o pilar central e econômico dos tokens. As artes e funcionalidades dos tokens não fungíveis são negociados através de criptomoedas, o que significa que existe uma ligação direta entre ambas as tecnologias, além do fato das duas utilizarem BlockChain.

A grande maioria do público que aderiu os NFTs já faziam uso de criptomoedas, aqueles que já estão ambientalizados com as funcionalidades das criptos acabam tendo uma grande facilidade para aderir essa nova tecnologia, levando-se em conta as semelhanças entre ambas.