O que é Metaverso? E como funciona?

Foto de Marcus Tavares
Por

Se você ainda não sabe o que é o Metaverso, acompanhe este artigo até o final e fique por dentro desta revolução digital

Imagem de O que é Metaverso? E como funciona?
Anúncio

Metaverso é um termo utilizado para o mundo virtual com realidade aumentada ou amplificada. O conceito engloba a soma de internet, realidade aumentada e realidade virtual, criando um resultado revolucionário bastante amplo. O Metaverso se tornou um dos assuntos mais comentados nas redes sociais, e muito provavelmente ele marque uma grande mudança no mundo tecnológico, levando a internet para um novo patamar de interação e entretenimento.

Muitos ainda enxergam a idealização do Metaverso como uma utopia, por conta de existirem diversos filmes que retratam a realidade virtual de um modo bastante fantasioso. Porém o futuro chegou, e com toda a tecnologia presente, o Metaverso tem de tudo para dar certo, e chegar o mais próximo possível da sua idealização. Se você ainda não sabe o que é o Metaverso, acompanhe este artigo até o final e fique por dentro desta grande promessa digital.

O que é metaversoO que é metaverso?

Ele se trata de uma nova camada para a internet, ou seja, uma camada que torna o mundo virtual ainda mais realista, como uma forma de criar uma nova realidade digital. Basicamente é um ambiente digital que utiliza diversos meios de tecnologia para aumentar a profundidade das interações deste meio.

O metaverso poderia ser utilizado para todas as funções que já utilizamos na internet hoje, porém com uma experiência muito mais intensificada. Como por exemplo: estudar, trabalhar e interagir com outras pessoas utilizando uma vida social virtual com avatares (personagens virtuais criados para te representar no metaverso).

O intuito é fazer com que as pessoas participem do virtual de uma maneira mais direta e imersiva. Para a implementação dessas idéias o 5G será essencial, visto que ele garantirá uma conexão de dados mais rápida, o que fortalecerá o potencial da realidade virtual.

Como funciona o metaverso

O metaverso possui múltiplas funções, é como se fosse uma expansão da internet que temos hoje em dia. Engloba desde as redes sociais até games, NFTs e cryptomoedas.

Algumas funções do metaverso já podem ser acessadas, enquanto outras só se tornarão disponíveis com o avanço da tecnologia.

Muitas das funções de interações sociais que estão sendo planejadas para o futuro da realidade virtual vão depender de acessórios de aumento de imersão da realidade virtual, criando uma nova perspectiva sensorial para os usuários, como se fosse uma realidade simulada com pessoas reais interagindo.

O funcionamento do Metaverso ocorre através da própria internet, e principalmente por meio das blockchains, que é uma rede de blocos processados que facilitam as trocas de dados e transações com mais segurança e garantia, trazendo a imutabilidade dos dados e registros.

Qual a origem do metaverso?

A ideia de Metaverso surgiu muito antes do que você imagina. Originalmente a idealização veio de Neal Stephenson, através do livro Snow Crash, que foi publicado em 1992.

A obra retrata a história de um entregador de pizza que possui uma segunda identidade no mundo virtual, que diferente do mundo real, na realidade virtual ele é um samurai. Em 2011 o mesmo escritor lançou um segundo livro, chamado Jogador Número 1, o qual também aprofunda a ideia de metaverso.

Apesar da ideia ter surgido de Neal Stephenson dentro da sua ficção literária, o Metaverso só deu os primeiros passos após a chegada do game Second Life, o jogo dava aos jogadores a chance de criar personagens e jogar uma espécie de simulação de vida alternativa.

O jogo contava com a criação de identidades fictícias digitais e até mesmo uma economia digital própria. Muitas pessoas chegaram a casar no mundo real através do game, ele foi uma verdadeira revolução para e época.

Tempos depois muitos outros games tentaram seguir uma dinâmica que vai de encontro ao Metaverso, como é o caso do Sandbox, que dá a oportunidade dos jogadores comprarem até mesmo terrenos e casas virtuais, e algumas delas possuem valores tão altos quanto os imóveis reais.

Como entrar no metaverso?

Entrar no metaverso é mais simples do que você pensa. Já é possível utilizar o metaverso, e para isso basta você utilizar funções da internet que estão integradas com essa nova camada. Entre elas estão: NFT, Criptomoedas, Games de realidade ampliada com funções NFT, e em breve teremos as grandes redes sociais incluídas no metaverso.

Um ótimo exemplo de interação com o Metaverso está no game Sandbox, caso você jogue este jogo NFT e compre qualquer item NFT dentro dele, estará entrando no metaverso, e tendo um item NFT atribuído a você através das blockchains.

O próprio Facebook e Instagram hoje possuem uma alteração no nome da empresa, a qual passou a se chamar “Meta“, sendo uma referência direta ao Metaverso.

O Facebook e Instagram em breve terão funções de interação direta com o Metaverso, ampliando a intensidade e dinâmica que as pessoas poderão interagir nas redes sociais, assim o metaverso será muito mais acessível e presente para a grande massa populacional.

Como investir no metaverso? (criptomoedas e NFT)

Para investir no Metaverso é mais simples do que você imagina. Você já deve ter ouvido falar em criptomoedas ou NFT. E diversos destes ativos fazem parte do metaverso.

A dinâmica de valorização das criptomoedas e NFTs seguem a mesma dinâmica das ações da bolsa de valores. Quanto mais pessoas comprarem esses ativos digitais, maior será o valor deles, com a valorização deles você poderá vendê-los e obter um lucro.

Uma forma simples de investir no metaverso é criando uma conta em alguma corretora de criptomoedas, a Binance é a mais recomendada por ser a maior do mundo e ter uma central no Brasil. E quanto aos NFTs, basta criar uma Metamask, que funciona como uma carteira digital para criptomoedas e NFTs, com ela você conseguirá acessar os sites referentes a cada NFTs e conectar sua Metamask com os protocolos.

A mecânica que você utilizará para investir em NFTs será a mesma utilizada nas Criptomoedas, tendo como única diferença que os NFTs não são apenas ativos de investimento, eles abrangem também artes digitais, personagens de jogos, skins, e diversos outros itens digitais que são garantidos e autenticados digitalmente a sua identidade.